Sobre a experiência de ir a um show

Publicado: 29/07/2010 em Uncategorized

Pois é… então eu finalmente fui nessa bagaça.

Antes de você, fã histérico da Ana Carolina, se irritar comigo, ou planejar um ataque terrorista só para me matar dentro do coletivo, vamos aos fatos.

Por que diabos vendem ingresso para um evento que supostamente vai começar às 21h se sabem que não tem a menor chance de começar naquele horário????? Veja bem, eu sou filho de mineiro… “Chegar na hora” para mim significa chegar pelo menos com 40min de antecedência! [Você deve estar pesando: “burro foi você, de chegar cedo para um show!”. Mas é claro, caralho! Como eu vou saber que a droga do evento tem segunda ou terceira chamada????].

Bom [respirando e recuperando a calma, kkkkk], cheguei com um tempo de antecedência [40 ou 30min, eu acho] e fui para a fila de entrada, que àquela hora já estava bastante grande. O tempo de espera na fila foi até divertido. Conversei bastante, observei a “qualidade” [ou falta dela] dos frequentadores, que por si só merece um parágrafo inteiro. Sem muito esforço, e sem muita desorganização, consegui entrar no local do show.

Subi a arquibancada e somente lá do alto pude constatar o que já desconfiava lá na fila: só tinha gente estranha naquele lugar [to me incluindo nesse meio, porque só o fato de eu ter um blog já faz de mim um cara estranho]. Mas veja bem, não é só isso… A estranheza é algo que permite níveis e mais níveis de classificação. Digamos que na ELEZA [Escala Leco de Estranheza], enquanto eu me encontro num nível 3 [estranho que passa despercebido na rua], tinha gente lá beirando o nível 9 [estranho do tipo “corra dele como se suas calças estivessem em chamas”]. Isso tudo sem contar a coisa mais “cuti-cuti” que eu vi: dois machões malhados, bombados e sarados, do tipo “ratos de academia” [oposto de nós, NERDS], subindo as arquibancadas de mãos dadas… no mais puro e lindo estilo “vem, amor”.

Vencida essa fase… vamos ao show em si.

Ahhh não! Não pode ainda, não é mesmo Sr. Marco[u]s Buaiz??? Claro que não! O show, meus caros, levou 3h para começar. E nesse tempo de espera, fui submetido a um verdadeiro circo dos horrores. Foram três longas horas ouvindo música eletrônica daquelas que tocam em boate, cujas remixagens são tão escrotas que fazem de uma música bonita um amontoado de batidas e barulhos estranhos, com a voz do cantor distorcida [isso quando dá para perceber a existência de voz no meio daquele “tuntz-tuntz-tuntz”]. Bom, muita dor de cabeça depois, muita gente bêbada se abraçando [mulheres com mulheres, homens com homens, só para esclarecer], muita cerveja escorrendo pela arquibancada, muita gente procurando lugar e andando de um lado para o outro pisando no meu pé, e muita gritaria depois…. [já falei que tudo isso levou três horas????], finalmente o show começou!

Ana Carolina é uma artista de respeito, consagrada, cujo lugar no cenário cultural brasileiro foi conquistado à base de muito talento. Isso é indiscutível. Todo respeito à ela e ao seu trabalho. Mas, não posso deixar de registrar aqui que eu ODEIO as músicas dela… 🙂 [leia até o final para saber o que diabos eu fui fazer lá]. Na verdade, só há uma música que eu consigo escutar desta estimada cantora [“Garganta”], e foi justamente a música que ela mais esculachou durante o show. Quando cantava, ela ia muito bem, principalmente quando o microfone [em volume altíssimo] não apresentava microfonia. Mas quando tirava para gritar ao microfone, puta que pariu! Era de fazer Celine Dion chorar de vergonha! [outra que só sabe gritar, sem ofensas].

O show da Ana Carolina mesmo durou 1h05. Espera!!!! Só isso???? Siiiiim [com direito a cabeça pra cima e pra baixo em sinal de concordância]. Parece que ativaram o “shuffle” a cada 10seg e ela mandou bala! Bom, não gostei das músicas [o que era de se esperar], mas reconheço o talento da artista.

Bom, agora a explicação do “porquê-diabos-eu-fui-nesse-show”: queria fazer uma experiência! Nas postagens mais antigas eu venho dizendo que estou mudando minha vida, e estou experimentando fazer coisas novas, coisas diferentes, todas saudáveis, só para ver se me torno um pouco mais normal.

E justamente por essa razão, posso dizer com segurança que a experiência foi um sucesso! Quer saber o porquê?

1.º Agora eu sei que eu não gosto de shows de música das quais eu não gosto [não é tão simples quanto parece. Veja bem: como você pode ter certeza de que o limão é azedo antes de provar? Pense!].

2.º Agora eu sei que eu odeio música eletrônica.

3.º Agora eu sei que eu odeio boates [a música e o clima antes do show, segundo fontes seguras, eram os mesmos das boates].

4.º Agora eu sei que eu odeio música alta [me dá dor de cabeça].

5.º Agora eu sei que eu sou capaz de controlar a minha fúria/raiva/ira/estresse, em prol da diversão de outras pessoas [aqui reside uma mudança substancial na minha personalidade, pois eu não era assim há 1 mês atrás não!].

6.º Agora eu sei as pessoas realmente ficam doidas depois de misturar algumas bebidas e ouvir aquela batida eletrônica na cabeça.

7.º Agora eu sei o valor que tem um copo d’água [passei a maior sede… e nem podia sair do lugar, porque corria o risco de não achá-lo quando voltasse].

8.º Agora eu sei que quando você se senta numa arquibancada, é comum as pessoas chutarem a sua bunda quando passam atrás de você.

9.º Agora eu sei que a probabilidade de um bêbado segurando uma latinha de cerveja largar essa lata no seu pé enquanto caminha na arquibancada e no escuro é algo perto de 99,647%.

10.º Agora eu definitivamente sei dar valor ao silêncio.
Por tudo isso, meus caros, eu posso seguramente afirmar que essa experiência foi um sucesso, pois eu aprendi muito!!!

Agora quero fazer uma nova experiência indo ao Video Games Music Live. Se meus planos derem certo e eu realmente for, postarei aqui a segunda experiência!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s