Inocência Perdida

Publicado: 23/08/2011 em Uncategorized

Estou aqui indignado assistindo ao Jornal Nacional.

Vi uma matéria na qual algumas “crianças” foram a um hotel no Rio de Janeiro, distraíram a recepcionista, furtaram um celular, e depois, encontradas pela PM e levados ao Conselho Tutelar, gritavam, xingavam, atiravam caixas nos policiais.

Essas “crianças”, segundo a reportagem, tinham algo no entorno de dez anos.

Ora, que diabo de mundo é esse????

Aí vem uma pedagoga doida e diz que a “solução” para esse problema é colocar essas crianças em escolas… Ahhhh, puta que pariu! Será que tá todo mundo cego e só eu enxergo a realidade como ela é?!

Essas criaturas já viraram zumbis há muito tempo!

E o que a gente faz com zumbi? Arranca a cabeça!!!!!!

Falando sério… Essas criaturas não se encaixam mais nos moldes da vida em sociedade. São criaturas corrompidas muito cedo. Não tem educação no mundo que dê jeito nisso! São viciados, e não somente em drogas. O vício que têm é o do errado, é o vício da transgressão.

Alguém um dia me disse que existem certos limites da vida em sociedade que todos devemos respeitar [como não roubar, não matar…]. Segundo me disseram, uma vez que a pessoa transgride, ultrapassa esses limites, ela pode até conseguir dar um passo atrás e voltar, mas ela jamais será como alguém que nunca cruzou aquela linha. Ou seja, se torna irrecuperável.

É esse o caso! Isso que você viu na reportagem não é uma criança, mas um arremedo de gente, um projeto mal sucedido de ser humano e que deve ser castrado o quanto antes.

Não estou fazendo apologia à morte de crianças. Aliás, repito, aquilo ali nem criança é. E mais uma vez, a apologia é quanto ao extermínio de todos aqueles que não se enquadram à vida em sociedade,  pacífica e calma. Essas coisas não são mais seres humanos…

Eu sempre achei que eu fosse meio doido [rs]. E até me assusto quando leio essas baboseiras que eu escrevo aqui. Não levem à sério. Meu “passageiro sombrio” [com a licença do Dexter] assusta mas não morde. Ele só vive aqui, nos limites binários desse blog.

Eu realmente queria que esse vírus maldito [as drogas] fosse exterminado do planeta. É triste ver como as pessoas se transformam em monstros… E se você acha que eu estou exagerando, espere até ver alguém que você ama, alguém da sua família, usando crack. A pessoa se transforma, como se todos os demônios do inferno incorporassem nela.

Eu vejo isso bem de perto, já mencionei isso em outra postagem…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s